Arquivo para abril \30\+00:00 2009



ele voltou

virando latas
e noites
uivando blues
pra lua cheia
o dia nasce
a farra se encerra
o boêmio voltou
novamente
com o rabo
entre as pernas

mendigo

meio dia
meio vivo
meio morto
bem no meio
do normal

das lembranças

a casa que
foi nossa
agora é só
uma lembrança
que a mente
se estica toda
e mal alcança

fotopoéticas (sobre foto dos profetas de aleijadinho)

a palavra do profeta
quando é certa
dura mais que a vida
e a pedra

a vida
um dia acaba
a pedra
qualquer hora
quebra

a palavra do profeta
não tem essa
se realiza
ou se despreza


Comentários

Angelo Cuissi em (quem sabe um dia) viramos…
Juliana em
Dhyogo Henrique em
mabru em
Angelo Cuissi em moeda