Arquivo de janeiro \03\UTC 2009

Parto pra Ser (Rodrigo Trindade, irmão, saudade)

Refaz-se a luz no fim
de um útero agonizante
rasgo a carne abrigo,
vencendo meu ventre passado,
e me levanto nu diante do Sol

O vento frio não perdoa
minhas núpcias com
a nova realidade
mas a dor de cada parto passado
aquece minha pele
me dando consciência
da potência da minha vontade
e me fazendo rir
como uma criança,
com a sinceridade
que ofusca mil orações