Arquivo para maio \11\+00:00 2007



o solucionador de soluços

nada nesse domingo

fez meu coração bater

o dia nascer e morrer

à tarde, foder

à noite, escrever

e beber

amanhã, quem sabe,

voltarei a viver

nunca mais

nunca mais

nem menos

só eu

somenos

verborragia interna

olho para o céu

com fome de estrelas

hoje sumidas

entre nuvens espessas

por onde andam

as esperanças

que não brilhando?

pobre poeta bobo

de novo

sangrando

Dialética – João Ferreira

  Nasço em um sorriso
  Morro em uma lágrima
  Sem me preocupar com isso

  Pois no mesmo sorriso às vezes morro,
  E na mesma lágrima ressuscito.

(João Ferreira é poeta, cearense e uma das melhores pessoas do mundo)


Comentários

Angelo Cuissi em (quem sabe um dia) viramos…
Juliana em
Dhyogo Henrique em
mabru em
Angelo Cuissi em moeda